S�bado, 31 de Julho de 2021
Pesquisa no site:

Artigos




Tablet's e lousa 3 D's nas escolas

Lauro H. Santos de Oliveira Lima (08/09/2011)

Tablets, 3 d’s e Livros nas escolas

A discussão não passa pela incorporação (entrada) da tecnologia dentro da escola e sim sobre seu uso. A tecnologia vai fazendo parte do nosso dia a dia. As crianças que nasceram após o ano 2010 terão no seu cotidiano ferramentas que nem sonhávamos quando éramos crianças. Tudo é muito louvável, mas o uso destas ferramentas é que vai determinar o grau de benefício que ela está trazendo. Não adianta ter a ferramenta mais avançada e usá-la na mesma aula tradicional. A premissa está errada. A aula tem que mudar. Não é “mostrando” algo que se ensina. Ninguém aprende vendo, ouvindo e repetindo. Para aprender tem que fazer. FAZER é no concreto. Para entender pense em como ensinar a recortar ou colorir: Sem colocar, como se diz, a “mão na massa” é impossível. A escola, até o final do ensino fundamental, tem que funcionar desta forma: apresentar o problema aos alunos e eles ficam incumbidos de descobrirem como resolver. Livro tem que servir para pintar, desenhar, colar, recortar, fazer observações e anotações. Livro não tem bateria para acabar nem precisa de tomada. Óculos 3D para quem tem algum tipo de disritmia pode provocar até um ataque epilético. Para ver se é só marketing das escolas temos que perguntar aos professores destas escolas se: 1º - Foram devidamente capacitados e 2º - Se eles mesmos possuem: Computadores modernos, notebooks e tablet’s. Qualquer item negativo nestas duas questões caracterizará que é só marketing das escolas. Não ter “intimidade” com as novas tecnologias introduzidas no seu dia a dia pode até desmoralizar os professores na frente de seus alunos. Vamos primeiro cuidar do professor. Não adianta dar ao professor uma ferramenta que ela não tenha intimidade. E, principalmente, vamos mudar o TIPO de aula que está sendo “dada” nas salas de aula.

Lauro Henrique Santos de Oliveira Lima

www.laurooliveiralima.com.br

Twiter - LauroOLima

Vice-Presidente do Conselho do FUNDEB de Fortaleza

Conselheiro Titular do Conselho de Educação de Fortaleza

Presidente de ACEPEME – Associação Cearense de Pequenas e Médias Escolas www.acepeme.org.br

SINEPE-CE – 2º secretário

Colégio Oliveira Lima – Dirigente www.piaget.com.br




Comentários


Nenhum comentário

Inserir comentário

Copyright 2011 - Col�gio Oliveira Lima - Todos os Direitos Reservados
REFFER